Um dos mais importantes e icônicos artefatos da linguagem na história da humanidade agora é visível também em 3D. Graças aos esforços de uma equipe de especialistas do British Museum, em Londres, a famosa Rosetta Stone foi recentemente digitalizada e disponibilizada ao público como modelo 3DA Rosetta Stone encontra-se atualmente em exibição no British Museum, onde é protegida por um vidro e geralmente está cercada por dezenas de observadores. E, embora vê-la pessoalmente seja uma oportunidade única, aqueles que não puderem ou desejarem apenas uma visão mais próxima e detalhada da pedra agora podem fazê-lo via Sketchfab.

O modelo 3D é open source e é o primeiro da pedra Rosetta a ser disponibilizado. A pedra é considerada um dos principais artefatos da civilização egípcia antiga. No momento da sua criação, em aproximadamente 196 A.C., a pedra era um documento relativamente comum, um simples decreto para demonstrar apoio à dinastia ptolemaicaO que torna a pedra tão especial é o fato do decreto ter sido escrito em dois idiomas (egípcio e grego) e usando três tipos de letras (hieróglifo, demótico e grego). Quando foi encontrada em 1799 pelo exército de Napoleão, a pedra de Rosetta tornou-se a ferramenta central usada para decifrar os hieróglifos do antigo Egito.


O lançamento do modelo 3D da Rosetta Stone coincide com o 218º aniversário desde a descoberta do artefato. Se você quiser saber mais sobre a pedra, mas não através de um artigo da Wikipedia, o modelo 3D também faz uso do novo recurso do Sketchfab: uma opção integrada de áudio que oferece uma sinopse da história da pedra na medida em que o usuário explora o modelo 3D. “O escaneamento da pedra faz parte dos nossos esforços em capturar o arquivo 3D da maioria das peças icônicas da coleção do museu – e disponibilizá-los para que as pessoas vejam em 3D ou em formas mais táteis “, afirma Daniel Pett, conselheiro do British Museum.

De fato, o British Museum tem adotado tecnologias de digitalização 3D para imortalizar alguns de seus bens mais preciosos, incluindo o crânio de Jericó (entre 7.000 e 6.000 A.C.), o busto em granito de Amenemhat III, datado de 1.800 A.C. e muitos mais. Toda a coleção digital, que atualmente inclui 219 modelos 3D, pode ser encontrada aqui

Fonte: 3ders.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *